Oncologista do Hospital Cliom fala sobre a relação entre álcool e câncer na Rádio Gazeta

May 31, 2018

 

A relação entre o álcool e o câncer pode ser perigosas, segundo uma pesquisa científica realizada pela Universidade de Otago, na Nova Zelândia, que expõe sete tipos de cânceres assoaciados ao consumo de álcool. O oncologista do Hospital Cliom, Dr. André Guimarães, foi convidado pela Rádio Gazeta AM para falar sobre o assunto, na manhã desta quarta-feira (30).

 

“Morrer de câncer não é destino, é um descuido”, expôs o médico durante a entrevista. Isso porque o câncer está associado também aos hábitos adotados durante a vida. “Antes, 1 a cada 12 mulheres teria a doença. Hoje, novas pesquisas já divulgaram que 1 a cada 8 mulheres terão câncer ao longo da vida”, expôs.

Pra piorar, o câncer que antes era mais suscetível em pessoas mais velhas, está aparecendo com mais frequência também em mulheres mais novas, por exemplo”, explicou Dr. André.

 

Segundo o médico, o álcool pode causar diversos malefícios, mesmo que utilizado apenas durante o final de semana. “O problema está na quantidade que você toma. O álcool se ingerido com cautela de uma maneira cuidadosa beneficia o sistema cardiovascular, ou seja, faz bem ao coração. A dose ideial seria correspondendo a uma lata de cerveja por dia, ou um cálice de vinho, por exemplo”, explicou.

 

Ainda de acordo com o oncologista, as mulheres são mais suscetíveis ao álcool que os homens. “Algumas mulheres que possam ter uma tendência ao câncer de mama, por exemplo, que utilizam anticoncepcional em conjunto com o excesso de álcool é uma bomba relógio”, relatou.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square