Fumantes passivos tem 30% mais chances de ter o câncer de pulmão

July 18, 2018

 

Atualmente, o Brasil possui cerca de 21 milhões de fumantes, o que representa 12% da população do país, segundo dados do Ministério da Saúde. No entanto, aqueles que inalam a fumaça involuntariamente, quando estão próximos de alguém que fuma, mais conhecidos como fumantes passivos estão correndo risco de um aumento de 30% no desenvolvimento do câncer de pulmão, segundo pesquisas feitas por especialistas.

 

Na fumaça do cigarro, há de quatro a nove mil substâncias tóxicas, sendo que pelo 70 destas são cancerígenas. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), há aproximadamente dois bilhões de pessoas que estão incluídas em grupos de fumantes passivos no mundo. No Brasil, estima-se que 14,5 milhões de pessoas – o que representa 7% da população nacional -, estejam nesse grupo.

 

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o Brasil deve registrar 31.270 novos casos de câncer de pulmão, neste ano. A maioria desses casos deverá ser provocada pelo fumo.

 

Além do câncer de pulmão, o grupo de fumantes passivos ainda correm o risco de sofrer câncer de colo de útero, de pâncreas, derrame cerebral, colite ulcerativa, alergia alimentar, asma e pneumonia.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square