Julho Amarelo acende alerta para diagnóstico precoce do câncer ósseo

 

O câncer ósseo pode acometer qualquer osso do corpo. Eles são raros, correspondem a menos de 0,2% de todos os cânceres. No entanto, tumores ósseos malignos são uma causa significativa de comprometimento de saúde e morte por câncer, especialmente entre os jovens. Neste mês, a campanha #JulhoAmarelo visa conscientizar sobre o diagnóstico precoce da doença.


De acordo com a oncologista do Hospital Cliom, Jenna Valente, tumores ósseos primários malignos representam a sexta neoplasia mais comum em crianças, enquanto em adolescentes e adultos jovens, eles são os terceiros mais frequentes.


Ela explica que a doença é caracterizada por apresentar vários tipos diferentes e frequentemente curável com a realização do tratamento adequado e o diagnóstico precoce. "Como todos os tipos de cânceres, o melhor resultado se dá quando o diagnóstico é realizado precocemente, momento em que a resposta ao tratamento é mais promissora", pontua a especialista.


Os ossos mais frequentemente afetados pelo tumor são os longos dos braços, coluna, coxas e bacia. Segundo a médica, pode ser dividido em tumor ósseo primário, quando se desenvolve inicialmente no osso previamente normal, e tumor ósseo secundário, quando se origina em qualquer outro órgão e se dissemina para os ossos. 


Os sintomas mais relacionados aos tumores ósseos são dor local, inchaço e fratura. Conforme a oncologista, as causas envolvidas no surgimento dos principais cânceres ósseos não são totalmente conhecidas, podendo estarem relacionados a alterações ou síndromes genéticas e radioterapia prévia.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags